quinta-feira, 20 de agosto de 2009

Sem olhar para trás


.

se quiser, venha comigo
parto em busca da paz
a ser feliz me obrigo
mas não olho para trás

querendo, venha comigo
aproveite a paisagem
eu protejo do perigo
dou-lhe a mão e a coragem

se é que quer vir comigo,
aprenda a minha linguagem
pro amor não há castigo
nem é preciso blindagem

quando quiser vir comigo,
faça de mim hospedagem
do meu corpo, seu abrigo
não carece de bagagem

se não quiser vir comigo,
esqueça o sonho fugaz
do adeus te desobrigo
não mais olhe para trás


.

9 comentários:

Tom do Junco disse...

Claro que quero ir com você.
"Onde você for quero ser seu par".
Beijos

Denise disse...

Tão lindo

Caminhar sem olhar pra tras e trazer para si,apenas aqueles q comungarem dos mesmos sonhos

carinho

nina rizzi disse...

essa vida é uma viagem. e parece que o corpo faz-se sim lar. lugar. templo...

me pague a passagem
carregue minha bagagem
e não serei miragem.

um beijo, mp :)

Mai disse...

É isto, seguir sem deter o olhar no retrovisor e olhando para a frente ir sendo, porque o passado, de fato, existe em nossa memória a apenas na história que um qualquer quem nos contar. E o passado está em nosso pensamento e assim, É mutável e eis nosso poder, fazê-lo ou não deixá-lo ou não no tempo e ao longo deste.
Seguir e amar tudo aquilo que fizermos.
Isto é viver a vida, é levar a vida porque a vida que se leva é a vida que se levar.

Abraços, Paula.

Úrsula Avner disse...

Olá poetisa, um mimo o seu texto ! Versos melodiosos, ritmados, de uma singeleza e delicadeza poéticas encantadoras. Passo a acompanhar também seu trabalho e fico feliz que estejamos dividindo espaço , conhecimento, reflexão e entretenimento no " Maria Clara... " Bj com carinho.

fátima queiroz disse...

ocê tá na rua do mundo, viu?
bjs e obrigada

Papagaio Mudo disse...

...rima porreta!

abraço,


Gustavo

Adriana Karnal disse...

o melhor é não ohar pratrás e dar a mão...adorei

Renata de Aragão Lopes disse...

Acabei de me lembrar
de um poema escrito há tempos
- talvez, inacabado -
exatamente sobre o retrovisor!

Farei buscas! (risos)
Beijo.