sábado, 14 de maio de 2011

Não bate que eu gamo

Saudade é o amor que fica

 


Súbito a saudade bateu.
Apanhei feio.
Surra de Cipó.
.

2 comentários:

Blog do Pizano disse...

a serra do cipó
é bela de verdade
passo por lá todo ano
para não juntar saudade

abs, Maria Paula

tenenteares disse...

Ah, ha... então já é poeta, como você diz... em tempo integral, né??? Ficou lindo. E MUITO apropriado.

Beijo na alma,

Márcio Ares.