sábado, 30 de julho de 2011

Toque feminino



Tinha T.O.C e era cheia de não-me-toques.
Um dia se tocou e saiu da toca, enfim.
 Tocou o céu.
.

5 comentários:

Rômulo disse...

... e tendo tocado o céu percebeu que bastou sair da toca e o próprio T.O.C. mostrou, várias vezes, que seu coração não estava fechado. Apenas entreaberto.

Isto não é um comentário.
É o reflexo do tratamento de uma médica belohorizontina, que versejou aplicando a literoterapia.
Palmas sabáticas a você, Maria Paula.
Rômulo

Maria Paula Alvim disse...

Se a porta do coração não se abre sozinha, cedo ou tarde acaba por ser arrombada.

A palavra escrita me é fonte de tratamento, isto sim rs.

Obrigada, Rômulo, pelas visitas frequentes e pelas observações sagazes, que sempre enriquem o texto original.

Abraço, bom fim de semana
MPaula

Tom do Junco disse...

Pois é: saiu da toca e foi tocar na porta de São Pedro.
Toc, toc, toc!
bjs.

Cynthia Osório disse...

foi-se da vida ou foi-se ávida pra vida!

Maria Paula Alvim disse...

Oi, Tom. Que bom que vc deu notícias alagoanas. Beijo meu procê, Edna e Vinícius.

Muito bem lembrado, Cynthia. Avidez tem tudo a ver com vida, né? Beijo