quinta-feira, 1 de julho de 2010

Chorinho insistente

.
Se você fosse louco por mim
Me desejasse ao cubo, ao infinito
Te faria dengo, carinhos sem fim
Pra deixar nosso amor bem bonito.

Eu inventaria uma nova linguagem
Criaria coragem e só faria bobagem
Se fosse louco por mim, meu bem
Seríamos edição de limitada tiragem.

Se você fosse louco por mim
Eu transporia mares, ares e terra
Pra escrever uma história de folhetim
Dois num só lado do cabo-de-guerra.

Te embriagaria de tanto amor
Te faria sentir arrepios, frio, calor
Declamaria poemas em seu louvor
Aplacaria seus medos com bom humor.

Se você fosse louco por mim
Bailaríamos em permanente festa
Em seus braços me perderia, enfim
Aproveitando o tempo que resta

Ai, como é duro viver a triste incerteza
Perco a fome, não durmo, sou querubim
Tentando achar explicação, a natureza
Pra você não ser louco por mim.

Sei que você não é louco por mim,
Pena você não ser louco por mim...
Mas ainda que mal lhe pergunte :
Por quê você não é louco por mim?


 diálogo com a crônica “Chorinho para a amiga” de Vinicius de Moraes

.

3 comentários:

Renata de Aragão Lopes disse...

Que delícia de choro!

Há quem seja louco por alguém
e não confesse...

Beijo,
doce de lira

MAILSON FURTADO disse...

Excelente texto...

PARAbéns pelo belo blog...

MUITO BOM!!!

Acesse...

http://mailsonfurtado.blogspot.com

Jose Ramon Santana Vazquez disse...

...traigo
sangre
de
la
tarde
herida
en
la
mano
y
una
vela
de
mi
corazón
para
invitarte
y
darte
este
alma
que
viene
para
compartir
contigo
tu
bello
blog
con
un
ramillete
de
oro
y
claveles
dentro...


desde mis
HORAS ROTAS
Y AULA DE PAZ


TE SIGO TU BLOG




CON saludos de la luna al
reflejarse en el mar de la
poesía...


AFECTUOSAMENTE
MARIA

ESPERO SEAN DE VUESTRO AGRADO EL POST POETIZADO DEL FANTASMA DE LA OPERA, BLADE RUUNER Y CHOCOLATE.

José
Ramón...