quarta-feira, 14 de setembro de 2011

memento



o tempo inclemente
o corpo demente
nada mente
sustentam-no amante
lembranças
momentos

ninguém restará
pra semente

3 comentários:

... disse...

seu blog é lindo, Maria Paula!... sua escrita é leve, tocante... obrigada, por compatilhar sua alma... beijo

cervejaerua disse...

Bela melodia ...
Muito bom ... obrigado ...

cervejaerua disse...

Bela melodia ...
Muito bom ... obrigado ...